quinta-feira, 25 de março de 2010

Thank you divine brother, Obrigada divino irmão!




Radhe Radhe!
Many birds die in summer without water to quench their thirst. Let us do a little to save them. Let us try to put water pots / plates with water for thirsty birds on terraces,balconies,near windows, in verandahs and  lawns near our homes and wherever else possible.
Let us save the biodiversity in our environment by doing our bit. Charity begins at home, as the old adage goes!
Please try to forward this scrap to all our friends.
Thank you for your patience!
 Love always!


Radhe Radhe!
Muitas aves morrem no verão sem água para matar sua sede. Vamos fazer um pouco para salvá-los. Vamos tentar colocar potes de água / placas com água para as aves com sede em terraços, varandas, janelas próximo, varandas e jardins perto de nossas casas e onde quer que possível.
Vamos salvar a biodiversidade em nosso meio, fazendo a nossa parte. A caridade começa em casa, como diz o velho ditado!
Por favor, tente transmitir esse recado para todos os nossos amigos.
Obrigado pela sua paciência!
 O amor sempre!


Thank you my divine brother in Kriya Yoga who live so far from me, and at the same time is so near. Our enemies persecute us sometimes did not know which are our best friends as they show us what those who love us can not see. The eyes of evil are blind to the truth, motivated by demonic forces as Ravana think his ego is perfect and your life is more important than the life of any other creature. Just as the Asuras are drawn to the brightness of the Lord Vishnu and are among those who live a truly devotional Jai Sita mother who chose to be swallowed by the earth to have to deny your divine love Jai Maha Laksimi! Jai Hanuman being himself the incarnation of Lord Shiva who came in person to show how hard it is to serve and love their beloved Guru. Did not care about anything, only served and saved his beloved Sita Rama and Lakshmana without expecting anything in exchange. Even though God was humble and kept his heroic mission in this world full of miseries. He received the embrace of Lord Rama as he and Radha is God himself who was present in two bodies to show once again that it is he who commands the Truth, performed miracles and showed that even though God was in an animal body is Porissa bowed and accepted his resignation with a divine mission!
As Jesus crucified and fou is still every thought, word, act or omission of that claim to be devotees. The crucified when dexam to serve Him and serve selfish interests, thinking and crucifying people without understanding the most beautiful lesson of the Master on the cross: "Father forgive them for they know not what they do." From a master who many consider to be dead and no one who sees everything as it lives within us from the moment we recognize it as Master. Who has no self awareness and can serve God?
Be strong for who is sincere in his devotion receives the signals!
May God bless us all!
I thank the Master Paramahamsa Prajnanananda Giri
For his humility and patience with us all!
I thank you for the opportunity to serve you even if it is giving a small comfort, like a wounded bird that arrives in the window, but it has the divine potential, will recover and fly free, because the Self is incorruptible and God is in everything and everyone, and is himself the divine presence through its sincere devotees like a ray of light that is reflected by the mirror of the soul!
May God keep us united in love and devotion to Him!
Jai Gurudev!


Obrigada meu divino irmãozinho em Kriya Yoga que vive tão longe de mim, e ao mesmo tempo está tão proximo. Nossos inimigos nos perseguem ás vezes por não saberem que são nossos melhores amigos, pois mostram a nós aquilo que os que nos amam não conseguem ver. Os olhos da maldade são cegos para a verdade , movidos por  forças demoníacas como Ravana  acham que seu Ego é perfeito e sua vida é mais importante do que a vida de qualquer outra criatura. Assim como os Asuras são atraídos para o Brilhos da Luz do Senhor Vishnu e ficam entre os que vivem uma vida realmente devocional Jai Mãe Sita que preferiu ser engolida pela terra a ter que negar o seu amor divino Jai Maha Laksimi! Jai Hanuman sendo ele mesmo a encarnação do senhor Shiva que veio em pessoa mostrar como é dificil servir e amar seu amado Guru. Não se importou com nada, apenas serviu e salvou seus Amados Sita Rama e Lakshmana sem nada esperar como recompensa. Mesmo sendo divino foi humilde e cumpriu sua missão heróica neste mundo cheio de misérias. Recebeu o abraço do Senhor Rama pois ele é assim como Radha  o proprio Deus que se fez presente em dois corpos para mostrar mais uma vez que é Ele quem comanda a Verdade, fez milagres e mostrou que mesmo sendo divino estava em um corpo animal  porisso se curvou e aceitou com resignação sua missão divina!
Assim como Jesus fou crucificado e é ainda hoje a cada pensamento , palavras, ato ou omissão dos que dizem ser seus devotos. O crucificam quando dexam de servir a Ele e servem aos interesses egoístas, julgando e crucificando as pessoas sem a compreensão da lição mais bela do Mestre na cruz : "Pai perdoa-lhes eles não sabem o que fazem". De um Mestre que muitos  consideram estar morto e não aquele que tudo vê pois vive dentro de nós a partir do momento em que o reconhecemos como Mestre. Quem não tem consciência do self como pode servir a Deus?
Seja forte pois quem é sincero na sua devoção recebe os sinais!
Que Deus nos abençoe a todos !
Eu agradeço ao Mestre Paramahamsa Prajnanananda Giri
Por sua humildade e paciencia com todos nós!
Eu agradeço a você pela oportunidade de servi-lo mesmo que seja dando um pequeno conforto , como a um pássaro ferido que chega na janela, mas que tem o potencial divino, vai se recuperar e voar livre, pois o Self é incorruptível e Deus está em tudo e em todos, e é Ele mesmo a presença divina através dos seus devotos sinceros como um raio de Luz que é refletido pelo espelho da alma!
Que Deus nos mantenha unidos pelo amor e devoção á Ele!


Jai Gurudev!

I bow to you! I bow in your lotu's feet!I bow to your padukas! I bow to the path where your divine presence is celebrate and you are with your disciples!
We don't know nothing about what is a Paramahamsa or a real  Master , please help us, and guide us in the path to self realization!
With you forever!


terça-feira, 9 de março de 2010

About Kriya Yoga International Organizations and our beloved Paramahamsa Prajnanananda



About Kriya Yoga International Organizations

Our Goal: Spiritual Growth and Service to Humanity

Our goal is to create a spiritual environment of love, compassion, cooperation, and service for sincere spiritual seekers and all of creation. We are dedicated to the service of humanity through spiritual, charitable, health, and educational activities. We promote integrated growth—spiritual, physical, psychological, emotional, and intellectual—through yoga, meditation, prayer, study, and service.

Our Reach: An Organization Without Borders

The Kriya Yoga International Organizations are comprised of the three Kriya Yoga Center headquarters (Mother Centers) in the USA, Europe, and India and their subsidiary centers and groups in North and South America, Europe, India, Australia, and New Zealand. All three Mother Centers have non-profit status in their respective countries, and were founded by Paramahamsa Hariharananda for spiritual, educational, and charitable purposes.

Our Focus: Supporting Spiritual Seekers

We disseminate the teachings of Kriya Yoga as taught by the unbroken lineage of Kriya Yoga masters, starting from Mahavatar Babaji Maharaj through to Paramahamsa Hariharananda and his spiritual successor Paramahamsa Prajnanananda. The goal is to help spiritual seekers learn the technique of Kriya Yoga and to further their spiritual growth. Kriya Yoga initiation programs and retreats are offered worldwide, as are a body of teachings in printed matter and other media. We provide an environment that encourages spiritual development, meditation, and learning how to implement Kriya Yoga in daily life. The sacred spiritual teachings of Kriya Yoga are taught to sincere seekers proceeding on the path of Self-realization and God consciousness, irrespective of race, nationality, gender, and religion.

Our Method: Kriya Yoga

Kriya Yoga is a meditation technique to help spiritual seekers attain Self-realization, which means to be in constant communion with God. Through this technique, the seeker or student can perceive the presence of God within, as well as in all of creation. To attain this state requires regular and sincere Kriya meditation and living a life of love and service.

Logo: "That is the path which is directed by the realized."

Mission: Meditate and be realized.



Sobre as Organizações Internacionais de Kriya Yoga

Nosso Objetivo: Desenvolvimento Espiritual e Serviço Humanitário

O nosso objetivo é criar um ambiente espiritual de amor, compaixão, cooperação e serviço para os buscadores espirituais sinceros e toda a criação.  Somos dedicados ao serviço humanitário através de atividades espirituais, filantrópicas, de saúde e educacionais. Promovemos o desenvolvimento integrado – espiritual, físico, psicológico, emocional e intelectual – através do yoga, da meditação, da oração, do estudo e do serviço.

Nosso Escopo: uma organização sem fronteiras

As Organizações Internacionais de Kriya Yoga englobam as três sedes dos Centros de Kriya Yoga (Centros-Mãe) nos Estados Unidos, Europa e Índia e seus centros subsidiários e grupos nos Estados Unidos, America do Sul, Europa, Índia, Austrália e Nova Zelândia. Todos os três Centros-Mãe têm o status de entidade sem fins lucrativos em seus respectivos países e foram criados por Paramahamsa Hariharananda com o propósito espiritual, educacional e filantrópico.

Nossa ênfase: apoio aos Buscadores Espirituais

Nós divulgamos os ensinamentos do Kriya Yoga como transmitidos pela linhagem ininterrupta dos Mestres de Kriya Yoga, que vem desde Mahavatar Babaji, passando por Paramahamsa Hariharananda e seu sucessor espiritual Paramahamsa Prajnanananda. O objetivo é ajudar os buscadores espirituais a aprender a técnica do Kriya Yoga e estimular o seu desenvolvimento espiritual. São oferecidos, no mundo todo, programas de iniciação em Kriya Yoga e retiros bem como livros e materiais que utilizam outros meios de comunicação. Propiciamos um ambiente que incentiva o desenvolvimento espiritual, a meditação e o aprendizado de como implementar o Kriya Yoga na vida cotidiana. Os ensinamentos sagrados do Kriya Yoga são ensinados aos buscadores espirituais sinceros que prosseguem no caminho da Auto-realização e da consciência de Deus, independentemente de raça, nacionalidade, sexo e religião.

Nosso Método: Kriya Yoga

O Kriya Yoga é uma técnica para ajudar o buscador espiritual a alcançar a Auto-realização, o que significa estar em constante comunhão com Deus.  Através dessa técnica, o buscador ou estudante pode perceber a presença de Deus em si mesmo bem como em toda a criação. Para se alcançar esse estado é necessário meditação Kriya regular e sincera e levar uma vida de amor e serviço.

Logo: “Esse é o caminho trilhado pelo Realizado”

Missão: meditar e ser realizado.

Paramahamsa Prajnanananda

Aglow with radiant wisdom, ever joyful, and reveling in the selfless sacrifice of a silent and secluded monk's life, Paramahamsa Prajnanananda has ceaselessly traveled around the world to promote the message of Kriya Yoga to all who seek liberation. He has written and translated numerous books on spiritual topics, skillfully interpreting ageless philosophies in the light of modern science and technology. Using a simple, succinct, candid style, he demonstrates a broad scriptural knowledge, profound wisdom, and a delightful way with words. Able to focus on multiple tasks at one time with perfect precision and mastery, Prajnananandaji projects a buoyant, energetic God-intoxication.
This world-revered master of Kriya Yoga is the epitome of boundless love, wisdom, and action, representing a combination of Swami Vivekenanda, Shri Shankara, and Shri Chaitanya. What Swami Vivekenanda was to Ramakrishna Paramahamsa, Arjuna to Shri Krishna, Prajnananandaji is to his Gurudev Paramahamsa Hariharananda. Paramahamsa Prajnanananda stands distinguished and unique among saints and sages of India.

Paramahamsa Prajnanananda

Aglow com sabedoria radiante, sempre alegre, e deleitando-se com o sacrifício altruísta de uma silenciosa e isolada da vida do monge, Paramahamsa Prajnanananda incessantemente tem viajado por todo o mundo para promover a mensagem da Kriya Yoga a todos os que buscam a libertação. Ele escreveu e traduziu vários livros sobre temas espirituais, habilmente  promove reflexões filosoficas da  interpretação espiritual à luz da ciência moderna e tecnologia. Usando um estilo simples,  sucinto e sincero, ele demonstra um vasto conhecimento das diferentes escrituras sagradas, demonstra  profunda sabewdoria , e uma habilidade excepicional com as palavras. Capaz de se concentrar em várias tarefas ao mesmo tempo com uma precisão perfeita e maestria, Prajnananandaji projeta uma flutuante, energética  intoxicação divina.



Esse mestre mundialmente reverenciado da Kriya Yoga é o epítome do amor infinito, sabedoria e ação, o que representa uma combinação de Swami Vivekenanda, Shri Shankara, e Shri Chaitanya. Assim como Swami  Vivekenanda foi discíupulo de  Ramakrishna Paramahamsa, Arjuna discípulo de Shri Krishna, Prajnananandaji tem como  Gurudev Paramahamsa Hariharananda. Paramahamsa Prajnanananda é distinguido e único entre os santos e sábios da Índia.




segunda-feira, 8 de março de 2010

Jai Gurudev: Os Ensinamentos de Jesus por Paramahamsa Prajnananda



From: kriyasaopaulo@kriya.org.br
To: ;
Subject: Os ensinamentos de Jesus - kriya yoga
Date: Sun, 13 Dec 2009 22:29:10 -0200


Os Ensinamentos de Jesus
 Por Swami Prajnanananda Giri
 Deus é Bom
A moralidade e a espiritualidade são dois lados da mesma moeda. Sem uma vida de moralidade, não é possivel progredir no caminho espiritual. Você sabe qual é a distância entre Deus e o bem? Você já se perguntou qual é a diferença entre Deus e o bem?
Um dia, um jovem aproximou-se de Jesus e perguntou: “Bom professor! O que devo fazer para conseguir a vida eterna?” “Por que você diz que eu sou bom?” Jesus respondeu, “somente Deus é bom.” (Bíblia, Marcos 10:17-18; Lucas 18:18-19)
Jesus foi um verdadeiro mestre spiritual, cheio de amor e humildade. Na citação acima, ele demonstrou duas coisas:
1.    Apenas Deus é bom. Apenas Deus é perfeito. Deus é a manifestação da bondade absoluta e do amor.
2.    Para obter a vida eterna – que é realizar a alma eterna como espírito interior é preciso ser bom em todos os aspectos da vida.
No Bhagavad Gita, capítulo 10, também chamado “A Yoga da Manifestação Divina”, o Senhor diz, “Qualquer coisa boa percebida neste mundo não é nada além da manifestação da divindade.” Em cada ser humano, existe agregação das qualidades divinas e demoníacas – daiva-asura sampad – como explicado no Bhagavad Gita.
Pessoas com algumas qualidades, que meditam um pouco, possuem alguns poderes não materiais, ou possuem alguns bens materiais, e ficam cheios de orgulho por suas conquistas. Isso não é nada além da manifestação do Ego. O ego é uma grande barreira. A verdadeira humildade é alcançada quando a pessoa é rica de qualidades divinas.
Qualquer um que quiser seguir o caminho da espiritualidade deve sempre ser cuidadoso e cauteloso para livrar-se dos atos indevidos e maldosos da sua própria vida. Ao invés de procurar os próprios defeitos, a mente humana está sempre ansiosa por encontrar os defeitos e erros dos outros. A mente medíocre encontra defeitos em tudo. A mente elevada tenta crescer em amor divino, libertando-se das coisas negativas.
Aquele que busca encontrar defeitos nos outros, estará com a mente sempre cheia de negatividades. Aquele que, ao invés de buscar os erros dos outros, fizer um esforço para manter uma visão otimista e positiva, encontrará muitas qualidades divinas na vida dos outros, alcançando alegria, felicidade e paz.
A pessoa é aquilo que pensa, fala, observa e a maneira como se comporta. Então todos devem observar cuidadosamente os seus pensamentos, palavras e ações. Nenhuma mente humana é absolutamente boa. Nenhuma mente humana é absolutamente má. Mas todos devem buscar modificar em si mesmos a sua aparência interior e a não sua aparência exterior.
Através da meditação e de uma vida espiritual consciente de Deus, é possível observar o bem em tudo. Esta é a forma de ver Deus em tudo. Ver o bem em tudo é ver Deus em tudo.
Deus é Espírito
Certa vez um monge foi até uma vila para falar sobre Deus e sobre a vida espiritual. Um dos aldeões disse a ele: “Swamiji, a maioria das pessoas desta vila é realmente espiritual.” O monge ficou feliz ao ouvir isso, mas, após conversar um pouco mais com o aldeão, descobriu que todos os habitantes da vila eram alcoólatras. O álcool também é chamado de espírito. O aldeão usou a palavra espiritual para significar alcoólico.
Na Bíblia está escrito: “Deus é espírito e devemos adorá-lo em espírito e em verdade” (João 4:24). Espírito em inglês possui muitos significados e conotações, como fantasma, sobrenatural, temperamento, disposição, álcool, alma, e Deus. “Espírito” em latim significa spiritus, ou respiração. “Deus é espírito”, indica que Deus é todo penetrante e presente em todos os seres vivos (plantas, animais e seres humanos) como a alma.  A alma também é espírito, significando que cada alma é potencialmente divina e é a imagem de Deus.
A espiritualidade é a fundação da vida humana. Devido à alma, ou ao espírito, todos os seres vivos respiram. A respiração também é espírito. O espírito recebe o espírito. A alma é a causa da respiração e da vida. A respiração, ou espírito, é a fonte da vida, e a alma, ou espírito, é a fonte da vida eterna. A respiração, o ar, a alma e Deus são todos a mesma coisa. Existe uma diferença simples e uma sutil.
As pessoas vão a lugares sagrados, templos, igrejas, mesquitas e sinagogas para orar e adorar. Mas fazem tudo isso externamente. A verdadeira vida espiritual é a transformação interior e a mudança da sua própria visão. Tal visão é obtida após a auto-análise, o auto-estudo e o cultivo da alma.
No ensinamento de Jesus acima, foi mencionado o segredo da prática espiritual e da consciência divina na vida. Primeiro, cada pessoa deve perceber que é a alma, ou espírito, e não um saco de carne e ossos. A alma é eterna, imortal e sempre pura. A carne e os ossos não podem herdar a vida eterna.
A alma é espírito e Deus é espírito. Deus e a alma são a mesma coisa. “Eu e meu Pai somos um”, disse Jesus. Nos Upanishads está escrito: “avam atma brahma” (Mandukva Upanishad 2 e Brihadaranyaka Upanishad 2:5:19 e 4:4:5), significando que a alma é Brahma (o absoluto) e a divindade sem forma. Perceba a união eterna da alma e de Deus como ondas no oceano.
A respiração também é espírito. A alma é a causa da respiração. “Seus adoradores devem adorar em espírito.” Em cada respiração (ou seja, em espírito) devemos adorar a Deus (espírito). A respiração é a oblação do fogo eterno. O fogo purifica. Cada oferenda da respiração ao fogo sagrado no crânio purificará a vida interior. A consciência espiritual é desenvolvida com um modo de vida consciente da respiração. A respiração de cada ser humano é a respiração de Deus. (Gênesis 2:7.)
Quando observamos a respiração a cada respiração sentimos o amor Divino, a respiração é muito lenta, suave e fraca. Respirar leva automaticamente à calma e ao amor.
A respiração é a origem da vida. Quando a respiração pára, o ser vivo está morto. Por que o orgulho das pessoas em suas aquisições em dinheiro, sexo, força física, inteligência e mesmo em religiosidade, quando a sua respiração está decaindo constantemente? A respiração pode parar a qualquer momento.
Não perca o seu tempo precioso desnecessariamente indo daqui para ali. Em cada trabalho, esteja vigilante da sua respiração e ame a sua respiração – é a respiração de Deus. A respiração é o caminho para a consciência da vida e da auto-realização. Através do controle da respiração, podemos regular os nossos instintos inferiores e alcançar o estado de divindade.
Deus é Verdade
Jesus disse: “Você deve conhecer a verdade e a verdade o libertará.” (João 8:32). O que é a verdade? Como conhecemos a verdade?
Nos Upanishads, assim como nas maiores escrituras, existe uma elaboração sobre o que constitui a verdade. A vida espiritual é baseada na verdade, não naquilo que é falso. Falsidade é hipocrisia. Jesus sempre nos alertou sobre os hipócritas, especialmente nos assuntos espirituais.
Acharya Shankara, um grande mestre espiritual na Índia, disse; “brahma satya” (Deus é verdade), e “jivo brahmaiva na aparah” (cada indivíduo é Brahma). Todos devem conhecer a verdade, ou Deus. A verdade que deve ser conhecida é que Deus está em todos os lugares e que Deus é a respiração em tudo.
A verdade possui dois aspectos, um relativo e outro absoluto. A verdade relativa é usada na vida prática, como na “verdade científica”, ou quando “falamos a verdade.” A única verdade absoluta é Deus.
Para conhecer a verdade absoluta, ou Deus, é preciso seguir a verdade relativa. Falar a verdade, comportar-se verdadeiramente, é a base da vida espiritual. A moralidade é a base, a subscrição, e a espiritualidade é a sobrescrição.
O Mundaka Upanishad 3:1:6 define: “satyam eva jayate nanrtam” (apenas a verdade triunfa, não a inverdade). E o Taittiriya Upanishad motiva: “satyam vada” (diga a verdade).
A verdade é eterna. A verdade é a realidade final. Em cada nome e forma, por favor tente ver a verdade oculta. Tudo que é transitório também possui aquilo que é absoluto.
Uma vida baseada na verdade leva a uma vida mais elevada, uma vida consciente de Deus. A vida verdadeira é a origem da liberdade. A mentira, a hipocrisia e os padrões ambíguos levam ao medo e à agonia. A verdade não é monopólio de ninguém. A verdade é propriedade de todos. A verdade é livre. A verdade liberta a todos do medo e da escravidão.
Leve uma vida baseada na verdade. Tente manter-se longe da mentira e da falsidade. Amor é verdade. Amor é Deus. Através disso, a verdade da vida será revelada a você e você aproveitará e êxtase divino e a liberdade.

GURU PURNIMA - O Dia do Mestre Jai Gurudev!



GURU PURNIMA - O Dia do Mestre

 

Por Paramahamsa Prajñanananda 

 

No Ocidente amorosamente celebramos certos dias para homenagearmos nossos pais. Esses dias são conhecidos como "Dia dos Pais" e "Dia das Mães". Nestes dias, vamos ver nossos pais e os cumprimentamos. Estamos expressando assim nossa gratidão por eles terem sido os instrumentos de nosso nascimento em um templo corporal e por possibilitarem o jogo da alma no altar terreno. A gratidão é o encanto da vida que diminui o ego e traz o amor.  No Taittariya Upanishad 1:11:2, declara-se: “-"Ame a mãe como o Divino, ame o pai como o Divino e ame o guru-mentor como o Divino”. O guru-mentor é considerado como mãe e pai ao mesmo tempo, pois ele é o instrumento para o renascimento espiritual da pessoa. A iniciação é o renascimento e a direção e as instruções práticas do guru são o alimento divino da nossa vida espiritual.

Há milhares de anos as pessoas na Índia têm celebrado o “Dia do Mestre” – o Guru Purnima. É um dia dedicado ao divino guru-mentor, que dedicou sua vida à evolução espiritual de seus discípulos-crianças. Neste dia, os discípulos visitam o guru-mentor e oferecem gratidão com amor e devoção por aquilo que lhes foi entregue pela graça do mestre e seus ensinamentos.
 
Este Guru Purnima, o "Dia do Mestre", é comemorado no dia da lua cheia do mês de julho.
É o aniversário do grande sábio Maharishi Vyasa, autor do épico Mahabharata, (que inclui o Bhagavad Gita), o Bhagavatam, o Brah-masutras, 18 Puranas, e editor dos Vedas.
No dia da lua cheia há luz tanto de dia como de noite, simbolizando conhecimento ou iluminação. Assim como a luz dispersa a escuridão, assim através do conhecimento a ignorância desaparece. O auto-conhecimento é aquela luz que nos liberta da incerteza da escuridão do sofrimento e da infelicidade na vida.

O Mundaka Upanishad 1:2:12 diz: “Para adquirir o conhecimento d’aquilo,  deixe-o somente aproximar-se, com o combustível sacrifical na mão, de um guru-mentor que conhece a escritura e que está estabelecido em Brahma”. Aqui são sublinhadas duas qualidades do mentor divino: pessoa com auto-conhecimento e aquele que está sempre imerso na consciência de Deus. 
 
Fogo Oculto 
 
Os rishis da Idade Védica viviam em eremitérios geralmente situados na floresta à margem de um rio ou ao lado de uma montanha, onde há abundância de madeira para o fogo. Assim também o discípulo se aproxima do guru-mentor com a madeira para o fogo sacrifical. O guru-mentor é uma chama ardente queimando com a luz eterna do conhecimento e com o calor do amor. Essa chama pode queimar tudo o que toca, inclusive as tendências negativas. Se o discípulo é como madeira seca para o fogo, livre de todo o ego, rapidamente pegará fogo e será purificado. O estudante repleto de ego é, pelo contrário, como madeira molhada, que só faz fumaça. Na madeira o fogo se esconde, imanifesto.

O Upanishad diz: "como o óleo na semente de sésamo, manteiga no leite, água na corrente do rio e fogo na madeira, assim também a alma permanece invisível na vida de cada um”. Madeira seca e fogo se unem após encontrar o guru-mentor. Este é um fogo sacrificial – uma oferenda de todas as negatividades com oração pela purificação. Quando a ignorância é oferecida à luz e ao calor do amor, torna-se uma comunhão sagrada de transformação.


Chaturmasyam, os Quatro Meses Sagrados 

 
Esses quatro meses, de Junho a Setembro, são considerados na Índia os meses da monção, quando ocorrem chuva e enchentes extremas. Nos tempos antigos, os aspirantes espirituais e o guru-mentor eram geralmente mendigos caminhantes que viajavam longas distâncias. Eram geralmente monges que nunca se apegavam a nenhum lugar, vagando e distribuindo o divino néctar da sabedoria. Mas, durante os quatro meses da estação chuvosa, o guru-mentor e os buscadores discípulos viviam em um sólugar  e submetiam-se a um treinamento rigoroso. Essa tradição é conhecida como chaturmasya-vratam e continua ainda hoje. Começa com o dia Guru Purnima. 
 
Mesmo se a vida do professor e do discípulo são unidas pela vida inteira, estes quatro meses da monção têm verdadeiramente uma mensagem espiritual profunda. Após os escaldantes meses do verão chega a chuva tropical e torrencial, trazendo nova vida para as plantas, enchendo o rio e esfriando a terra. Cada pessoa é escaldada com três etapas:  sofrimentos materiais, psicológicos e imprevisíveis. A mente do discípulo, pela graça do guru, é liberta do ódio, da raiva, do ciúme, do ego etc. e regada pelo amor divino. Isso é chuva.  A árvore da vida floresce e frutifica com torrentes de amor. O conhecimento surge na vida. E como o rio enche-se com águas correndo para o oceano, assim a vida-consciência individual funde-se no oceano da consciência cósmica. 

Os quatro meses de treinamento permitem ao estudante equipar-se com as quatro qualidades do discípulo e purificar e mesmo até eliminar os quatro instrumentos interiores.
 
 
As quatro qualidades do discípulo são: 
 
1. Viveka: discriminar o que é bom do ruim, saber o que é real e irreal.    
2. Vairagya: não apego, viver a vida do desapego interior.    
3. Shramadamadi shatsampati: seis riquezas como o controle mental, o controle sobre os sentidos, o amor de um objetivo maior na vida, fé nos ensinamentos das escrituras e dos professores, paciência e equilíbrio na vida.
4. Mumukshutvam: desejo pela liberação. 
Os quatro instrumentos interiores são: mente, intelecto, ego e memória. 
 

O Guru e o Discípulo 

 
A relação entre o Guru-mentor e o discípulo é divina, visando somente o auto-desabrochar. Eles servem um ao outro com suas capacidades e o objetivo é sempre espiritual. Durante os quatro meses de treinamento, o discípulo, através do serviço e da humildade, aprende o estilo espiritual da vida, sob a supervisão direta do mestre. O mestre trabalha para transformar a vida do aluno, removendo o ego e a ignorância.

Há uma linda história relacionada com a vida do Sábio Vyasa e de seu discípulo Jaimini. Jaimini era um grande estudioso e um discípulo sincero de Vyasa, mas tinha orgulho de seu conhecimento intelectual. Um dia, Vyasa ditava uma escritura e Jaimini fazia anotações. Vyasa compôs um verso para enfatizar uma questão: “valavad indriya gramam panditan apakarshanti”-"os sentidos são tão poderosos que o homem de conhecimento às vezes comete erros”. 
 
Após escutar isso Jaimini pensou: "Não é possível. Se alguém é um homem de conhecimento, como poderia ser dominado pela tentação dos sentidos? Pelo contrário, ele os vencerá”. Pensando assim ele modificou o verso para dizer: “valavad indriya gramam panditan-apakarshanti”- mudando então as palavras do Mestre para: "Mesmo se os sentidos são poderosos, o homem de conhecimento está livre de erros". 
 
Onisciente, Vyasa não revelou nada. Ele queria ensinar ao discípulo a verdade da vida de forma diferente. Naquela tarde, Vyasa disse a Jaimini que tinha de ir fazer um trabalho urgente em um lugar distante e que ficaria ausente por vários dias. Confiou a Jaimini os cuidados com o fogo sacrificial. Então Vyasa partiu. Naquela noite, após a oração, Jaimini retirou-se para o quarto do fogo sacrificial para meditar. Fora havia uma tempestade com chuva e vento muito forte. Jaimini escutou alguém batendo na porta. Ele abriu a porta e viu uma senhora bonita e jovem. Perguntou o que podia fazer por ela.. 
 
Ela disse: "Estou a caminho de minha aldeia mas não posso ir por causa da chuva e da tempestade. Você poderia me dar abrigo durante a noite?”  Jaimini, movido pelo sentimento de hospitalidade, permitiu que ela entrasse e ficasse a noite na cabana. A jovem senhora disse que não era bom que um  brahmachari (celibatário) ficasse no mesmo quarto que ela durante a noite. Assim Jaimini saiu e tentou dormir fora. 
 
Agora começou o jogo da ilusão. Jaimini estava sentado em silêncio, mas sua mente ía para essa jovem senhora e sua beleza. Ele pensou com seus botões: “Seria bom passar a noite solitária convesando com ela. Assim, ele bateu na porta e disse-lhe que lá fora estava frio e que seria bom ficar dentro.

Ela protestou, mas Jaimini forçou a entrada. Ele tentou falar com ela e olhava-a constantemente, o que a desgostou. Lentamente seus sentidos cresciam com tanto poder que ofuscavam sua consciência. Ele se aproximou dela e a tocou e lhe disse que ficassem juntos por uns momentos, para se divertirem e terem prazer.
 
Ela disse: "Você é um brahmachari, você não deveria pensar assim. Isso não está certo”. Cego de paixão ele tocou seus pés e pediu sua aprovação. Finalmente ela concordou, sob a condição de que ele se ajoelhasse como um cavalo. Então ela se sentaria em suas costas e ele daria sete voltas junto ao fogo sacrificial. Então poderia tê-la. Jaimini concordou. 
 
Enquanto Jaimini tentava andar como um animal com uma senhora sentada em suas costas, ela começou a murmurar o verso que Vyasa tinha ditado de manhã e que Jaimini tinha modificado: “Mesmo se os sentidos são poderosos, um homem de conhecimento não comete erro”. Ao escutar isso Jaimini se deu conta de sua própria fraqueza. Ele se levantou para deixá-la, porém dois fortes braços o agarraram e seguraram. Não eram os tentadores braços da jovem, mas os braços de seu amado guru Vyasa.
 
Assim Vyasa ensinou a seu discípulo a verdade da vida e como estar sempre cuidadoso e atento em cada passo da vida. O guru transforma a vida do discípulo para torná-lo mais espiritual e mais precioso.

Que as bençãos de Deus, de Vyasa e de todos os mestres divinos caiam sobre cada buscador espiritual e lhe dê o poder de alcançar o objetivo da vida. Com abundância de paz, êxtase e alegria por ocasião de Guru Purnima, o "Dia do Mestre". Deixe-nos oferecer a flor da devoção e do amor aos pés Divinos do Mestre e buscar sua sábia orientação  em cada passo de nossa vida.

Mensagem do Gurudev!


25 de dezembro de 2009
Almas Amadas e Divinas,
No início das festividades do Natal e do Ano Novo de 2010, estou enviando a vocês o meu amor e os meus votos de felicidades. Estou oferecendo a Deus minha devoção e orações para o bem-estar da criação inteira.
O tempo é um fluxo contínuo. Dá a todos uma oportunidade para tornar a bela criação de Deus mais atraente e criativa. Vejam só a borboleta, ela faz o seu enorme trabalho de apoiar a obra de Deus revelando para muitos a sua beleza e alegria. Nasceu de uma lagarta sem atrativos e se transformou em bela borboleta. Serve ao propósito da vida com uma vida produtiva e frutífera.
Somos seres humanos. Temos talentos e habilidades, não nos faltam riquezas e prosperidade. Contudo, o que estamos fazendo com tudo isso?
Há um belo verso em sânscrito:
Vidya vivadaya dhanam madaya
shaktih paresham paripidanaya
khalasya sadhoh viparitam etat
jnanaya danaya ca rakshanaya

– Gunaratna of Bhavabhuti
“Para o malvado, o conhecimento é usado para o conflito ou para a guerra, a riqueza para o orgulho e a vaidade, e o poder e a força são usados para oprimir ou torturar os outros. Para uma pessoa nobre, é completamente diferente: a educação é para o conhecimento e para fazer tudo melhor, a riqueza é para a caridade, e o poder e a força é unicamente para a proteção.”
Há milhares de anos, pensadores, sábios e videntes enunciaram soluções práticas para os problemas da vida humana – jamais pensar que não se tem o suficiente; ao contrário, pensar sempre que se tem o suficiente para si e para dar algo para os outros.
Se vocês tiverem conhecimento e imaginação, que sejam usados para o benefício de todos.
Se possuírem riquezas e tesouros, que parte disso seja usada para servir aos necessitados.
Se tiverem capacidade física, que essa força seja usada para ajudar os outros.
Vamos iniciar uma nova vida nessa época especial. Se vivermos dessa forma, não apenas mudaremos a qualidade de nossas próprias vidas, mas poderemos criar um mundo melhor.
Nessa ocasião de Natal e Ano Novo, estou orando novamente por todos vocês. Estou meditando por todos.
Que todos possam ser felizes, saudáveis, pacíficos e prósperos.
Uma vez mais, estou orando por todos.
Com amor,
Prajnanananda